Veja a Garota Top Site deste Mês..:
O que você procura?

Cadastre-se

Envie Vídeo

nenhuma Enquete encontrada!

Newsletter

Nome:

E-mail:

Diojns Freitas Guimarães
Colunista

Justiça
Postado em: 14/11/2017 às 12h12
TAMANHO DA FONTE  A- A+
Cabral dividia propina com deputados estaduais, diz MPF
Cúpula da Assembleia Legislativa do Rio foi alvo de operação nesta terça-feira

A procuradora da República Andréa Bayão Pereira Freire afirmou nesta terça-feira (14) que o ex-governador do Rio Sérgio Cabral mandava pagar propina a deputados estaduais.

Os valores eram repassados por meio da Fetranspor (Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro). Segundo as investigações apontaram, em cinco anos, o presidente da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), Jorge Picciani (PMDB), teria recebido R$ 58 milhões.

Já o deputado Paulo Melo teria optido R$ 54,3 milhões por meio do esquema criminoso de Sérgio Cabral no transporte público do Estado.

“Parte [da propina] foi paga a mando de Cabral”, disse a procuradora em coletiva no fim da manhã de hoje.

Segundo Andréa, “havia um projeto de poder de enriquecimento ilícito no Rio” em que faziam parte muitos integrantes do PMDB fluminense, incluindo o ex-governador, que dividia o “proveito criminoso com a Alerj” para ter o apoio político necessário para manter o esquema de corrupção funcionando.

Operação Cadeia Velha

 

O Ministério Público Federal no Rio de Janeiro e a Polícia Federal deflagraram nesta terça-feira a operação Cadeia Velha. Foram alvos os deputados estaduais Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, todos do PMDB. Eles foram alvos de mandados de condução coercitiva, em que o investigado é obrigado a prestar depoimento.

Além deles, outras dez pessoas também são investigadas. Um dos filhos de Jorge Picciani, Felipe Picciani, foi preso em Minas Gerais

A operação investiga o uso da presidência e outros postos da Alerj para a prática de corrupção, associação criminosa, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

Entre os presos estão os empresários Lélis Teixeira, Jacob Barata Filho e José Carlos Lavouras, investigados na Operação Ponto Final, além de Jorge Luiz Ribeiro, Carlos Cesar da Costa Pereira e Andreia Cardoso do Nascimento.

A Fetranspor informou que "permanece à disposição das autoridades para  prestar os esclarecimentos necessários às investigações".



 
LINK - ESPALHE POR AÍ!
 
Outras Notícias sobre Justiça
21/11/2017
Homem que confessou matar jovem durante carona é denunciado pelo MP
16/11/2017
Menos de 24 horas após prisão, tribunal manda soltar Puccinelli
16/11/2017
PF acha drogas, joias e arma em endereços de deputados de MT
Terça-Feira, 21 de Novembro de 2017
 Ultimos Vídeos
Vídeo mostra homem sendo assassinado a tiros em posto de gasolina na avenida Torquato Tapajós
Data:26/04/2017
Visitas:559
Veja o que um passageiro fez com dois bandidos que tentaram assaltar um ônibus
Data:26/04/2017
Visitas:193
veja o que criminosos fizeram com estas duas jovens
Data:26/04/2017
Visitas:337

   Garota Top Site
02/01/2015
Jackline Silva
Cansanção - Bahia
Publicidade

Oferecimento


Pesquise no portal.::
NOTÍCIAS TV AO VIVO RÁDIO AO VIVO ENTRETENIMENTO SERVIÇOS

©2017 - R10 Notícias - todos os direitos reservados! - WebMedia