Veja a Garota Top Site deste Mês..:
O que você procura?

Cadastre-se

Envie Vídeo

nenhuma Enquete encontrada!

Newsletter

Nome:

E-mail:

Diojns Freitas Guimarães
Colunista

Internacional
Postado em: 13/02/2017 às 17h58
TAMANHO DA FONTE  A- A+
Conselho da ONU se reúne após míssil da Coreia
Kim Jong-Un disse estar satisfeito com o poder nuclear do país

A Coreia do Norte anunciou nesta segunda-feira (13) ter testado com sucesso um novo míssil balístico lançado neste ontem (12) de uma base aérea situada no oeste do país. As informações são da Rádio France Internationale.

O dirigente norte-coreano Kim Jong-Un disse estar “satisfeito que a Coreia do Norte possua outro meio de ataque nuclear que reforce a potência do país”, segundo declaração à agência oficial de imprensa, KCNA.

O tiro percorreu 500 quilômetros em direção ao leste antes de cair no mar do Japão, segundo o Ministério sul-coreano da Defesa. O teste é considerado pelo presidente americano Donald Trump como uma “provocação” do regime norte-coreano. O assunto será discutido hoje à noite pelo Conselho de Segurança da ONU.

As fotografias divulgadas pela agência norte-coreana KCNA mostram o lançamento do míssil de médio a longo alcance Pukguksong-2, enquanto o líder norte-coreano assiste ao teste sorridente, acompanhado de dezenas de soldados e cientistas. Ele guiou “pessoalmente” os preparativos.

O motor do míssil utiliza combustível sólido, acrescentou a KCNA, o que diminui o tempo de abastecimento. A maioria dos mísseis utiliza combustível líquido, de acordo com Yun Duk-Min, analista no Instituto de Relações Exteriores e da Segurança da Coreia do Sul. A detecção desse tipo de míssil pelos satélites de segurança também é mais complicada, explicou. “Isso representa também uma ameaça maior para os adversários”, acrescentou. Esta é a primeira vez que a Coreia do Norte fala abertamente sobre o Pukguksong-2.

Reações

O premiê japonês Shinzo Abe, que passou o fim de semana na companhia de Donald Trump, na Flórida, não aprovou a ousadia norte-coreana e reagiu dizendo que o lançamento foi uma provocação "intolerável". Já o presidente americano preferiu ignorar a operação militar da Coreia do Norte. No entanto, Trump fez questão de manifestar seu apoio ao Japão no episódio do míssil balístico deste domingo. "Quero que todos entendam e estejam cientes de que os Estado Unidos apoiam o Japão, seu maior aliado, em 100%", afirmou o presidente americano.

O lançamento do míssil norte-coreano deverá testar o compromisso de Donald Trump, que prometeu endurecer em relação ao regime de Kim Jong-un, que no ano passado testou mísseis nucleares e balísticos violando resoluções da ONU.



 
LINK - ESPALHE POR AÍ!
 
Outras Notícias sobre Internacional
28/02/2017
DJ italiano morre na Suíça por eutanásia
26/02/2017
Kim Jong Nam morreu 20 minutos após ser atacado
26/02/2017
Nova Orleans: Motorista bêbado fere 28 em Carnaval
Terça-Feira, 28 de Fevereiro de 2017
 Ultimos Vídeos
Senado escolhe novo presidente da Casa
Data:01/02/2017
Visitas:57
Homenagem a Ayrton Senna
Data:25/01/2017
Visitas:51
Homenagem a Cantor Leandro
Data:25/01/2017
Visitas:48

   Garota Top Site
02/01/2015
Jackline Silva
Cansanção - Bahia
Publicidade

Oferecimento


Pesquise no portal.::
NOTÍCIAS TV AO VIVO RÁDIO AO VIVO ENTRETENIMENTO SERVIÇOS

©2017 - R10 Notícias - todos os direitos reservados! - WebMedia