Veja a Garota Top Site deste Mês..:
O que você procura?

Cadastre-se

Envie Vídeo

nenhuma Enquete encontrada!

Newsletter

Nome:

E-mail:

Diojns Freitas Guimarães
Colunista

Saúde
Postado em: 26/01/2017 às 19h29
TAMANHO DA FONTE  A- A+
AVC hemorrágico não é comum, mas é perigoso
Entenda e conheça os sintomas e os fatores de riscos do tipo de AVC que a ex-primeira-dama Marisa Letícia sofreu nesta semana

O acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico que acometeu a ex-primeira-dama Marisa Letícia, mulher do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na última terça-feira, é o tipo menos comum, correspondendo a cerca de 15% dos AVCs, porém o mais perigoso, sendo fatal em 40% dos casos.

O AVC hemorrágico é quando ocorre a ruptura de uma das artérias que irrigam o cérebro, causando sangramento na região. Ele difere do tipo mais habitual, o isquêmico, que acontece quando há a obstrução de uma artéria, mas sem o rompimento. 

Sintomas discretos

Outro agravante do AVC hemorrágico é que seus sintomas nem sempre são notados, principalmente quando surgem como uma dor de cabeça, uma tontura ou náusea aparentemente sem gravidade. Há, porém, sintomas mais perceptíveis, como alterações visuais, dormência de um lado do rosto, das mãos ou das pernas e até dificuldades para andar, para falar ou de compreensão linguística.

Médicos sugerem testes simples para investigar a gravidade dos sintomas, mas a orientação é sempre procurar um pronto-socorro em caso de dúvida. Entre os testes está pedir para que a pessoa sorria ou realize alguma expressão no rosto; repare se existe simetria e fique atento se a boca entorta, por exemplo. 

Também é possível medir a força do paciente pedindo que ele levante os braços, ou então fazer perguntas simples, como "que cor é o céu?", para mensurar sua compreensão. 

Fatores de risco 

A idade (pessoas acima dos 50 anos), o sexo (o AVC hemorrágico é mais comum em homens acima dos 75 anos) e o histórico familiar - o aneurisma cerebral (uma dilatação incomum de vasos sanguíneos), é um problema genético e hereditário – são considerados fatores de risco para um AVC. 

Existem, também, agravantes, como a diabetes, o tabagismo, o colesterol alto, o consumo de bebidas alcóolicas em excesso, a obesidade e o sedentarismo. 

Marisa Letícia 

Após sofrer o AVC hemorrágico, Marisa Letícia passou por uma cirurgia no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, para estancar o sangramento na região cerebral. 

O doutor Roberto Kalil Filho, médico da família de Lula, confirmou que a mulher do ex-presidente passou por um procedimento chamado arteriografia cerebral. O médico evitou dizer se o estado é grave, se haverá sequelas ou não, mas reconheceu que situações como essa "sempre são mais delicadas".

Na quarta-feira, Marisa Letícia passou por uma nova avaliação tomográfica do crânio para controle de sangramento cerebral. Depois do procedimento de análise, foi realizada a passagem de um cateter para monitoração da pressão intracraniana.



 
LINK - ESPALHE POR AÍ!
 
Outras Notícias sobre Saúde
20/01/2018
Sobe para 36 o número de mortes por febre amarela no Estado de São Paulo
19/01/2018
Estado do Rio confirma 13 casos de febre amarela, com 5 mortes
06/01/2018
Estado confirma 3 casos de febre amarela na Grande SP, com 2 mortes
Sábado, 20 de Janeiro de 2018
 Ultimos Vídeos
Vídeo mostra homem sendo assassinado a tiros em posto de gasolina na avenida Torquato Tapajós
Data:26/04/2017
Visitas:707
Veja o que um passageiro fez com dois bandidos que tentaram assaltar um ônibus
Data:26/04/2017
Visitas:252
veja o que criminosos fizeram com estas duas jovens
Data:26/04/2017
Visitas:416

   Garota Top Site
02/01/2015
Jackline Silva
Cansanção - Bahia
Publicidade

Oferecimento


Pesquise no portal.::
NOTÍCIAS TV AO VIVO RÁDIO AO VIVO ENTRETENIMENTO SERVIÇOS

©2018 - R10 Notícias - todos os direitos reservados! - WebMedia